O Trabalho de Quem Cuida: Sentido do Trabalho de Cuidadoras Sociais no Âmbito de um Programa Público de Atenção a Idosos

Michelle de Souza Rocha, Jesuína Maria Pereira-Ferreira

Resumo


Objetivo: compreender o sentido do trabalho, segundo a percepção de cuidadoras sociais atuantes em um programa público para idosos de baixa renda do estado de Minas Gerais. Teorias: envolveu o referencial teórico dos sentidos do trabalho (MORIN, 2001; RODRIGUES et al., 2017), tomando como base, especialmente, os seis eixos temáticos dessa teoria. 

Método: pesquisa de abordagem qualitativa, com a utilização de grupo focal e os dados foram averiguados através da técnica de análise de conteúdo.

Resultados: percebeu-se que a principal fonte de sentido no trabalho para as cuidadoras é o sentimento de realizar um trabalho com valor social elevado e com grande carga de envolvimento emocional e altruísmo.

Contribuições teóricas/ metodológicas: além dos eixos temáticos identificados por Morin (2001), as análises trouxeram mais três temas extras que estavam diretamente relacionados ao cotidiano da atividade de cuidador social; são eles: perspectivas futuras, esforços físico e psicológico, e o relacionamento com a família e com o idoso.

Contribuições gerenciais/ sociaisapesar das cuidadoras se sentirem reconhecidas por seu trabalho e, ao mesmo tempo, reconhecerem o seu valor social, evidencia-se a necessidade de regulamentação da profissão, acreditando que isso resultaria em um melhor retorno e reconhecimento financeiro. Esses resultados de pesquisa ajudariam na manutenção de políticas públicas para a profissão de cuidadores sociais no estado de Minas Gerais e na reflexão da importância e sobrecarga física e emocional sentidas pelas cuidadoras de idosos na realização das suas atividades.

Palavras-chave: Sentido do Trabalho. Cuidadores de idosos. Vulnerabilidade social.


Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ANTUNES. R. Desenhando a nova morfologia do trabalho no Brasil. Estudos avançados, v. 28, n. 81, p. 39-53, 2014.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2010.

BENDASSOLLI, P. F.; BORGES-ANDRADE, J. E. Escala do Trabalho com Sentido (ETS). In: PUENTE-PALACIOS, K.; PEIXOTO, A. L. (orgs.). Ferramentas de diagnóstico para organizações e trabalho: um olhar a partir da psicologia. Porto Alegre: Artmed, 2015. p. 221-231.

BENDASSOLLI, P. F.; BORGES-ANDRADE, J. E. Significado do trabalho nas indústrias criativas. Revista de Administração de Empresas, v. 51, n. 2, 143-159, 2011.

BISPO, D. D. A.; DOURADO, D. C. P.; AMORIM, M. F. D. C. L. Possibilidades de dar sentido ao trabalho além do difundido pela lógica do mainstream: um estudo com indivíduos que atuam no âmbito do movimento Hip Hop. Organizações & Sociedade, v. 20, n. 67, p. 717-731, 2013.

BORGES, L. O.; BARROS, S. C. Inventário de significado do trabalho para trabalhadores de baixa instrução. In: PUENTE-PALACIOS, K.; PEIXOTO, A.L. (orgs.). Ferramentas de diagnóstico para organizações e trabalho: um olhar a partir da psicologia. Porto Alegre: Artmed, p. 221-231, 2015.

BRASIL, MINISTÉRIO DO TRABALHO. Classificação Brasileira de Ocupações – CBO, Grupo 5162, 2002. Disponível em: http://www.mtecbo.gov.br/cbosite/pages/pesquisas/BuscaPorTituloResultado.jsf. Acesso em: 28 de março de 2018.

BRUN, L. G.; MONTEIRO, J. K. O estado da arte do sentido do trabalho. Psicologia pt. p.1-27, 2017.

FLICK, U. Uma introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Bookman, 2004.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1999.

HACKMAN, J. R.; OLDHAM, G. R. Motivation through the design of work: test of a theory.

Organizational Behavior and Human Performance, v. 16, n. 2, p. 250-279, 1976.

INOUYE, K.; PEDRAZZANI, E. S.; PAVARINI, S. C. I. Octogenários e cuidadores: perfil

sociodemográfico e correlação da variável qualidade de vida. Texto Contexto-Enfermagem, v.17, n.2, abr./jun., 2008.

MATO, T. M.; LIMA, T. C. B; PAIVA, L. E. B.; FERRAZ, L. F. S. O sentido do trabalho dos garis coletores de resíduos domiciliares. Revista de Gestão Organizacional, v. 10. n. 3, p 125-143, 2017.

MOREIRA NETO, A. L. D. C.; SACHUK, M. I. Múltiplas visões sobre as atividades de trabalho remunerado, desenvolvidas por detentos na penitenciária estadual de Maringá. Gestão & Regionalidade, v. 27, n. 79, p. 96-107, 2011.

MORIN, E. Os sentidos do trabalho. Revista de Administração de Empresas, v.41, n.3, p. 8-19, 2001.

MORIN, E.; TONELLI, M. J.; PLIOPAS, A. L. V. O trabalho e seus sentidos. Psicologia & Sociedade, v. 19, p.47-56, 2007.

NEVES, D. R.; NASCIMENTO, R. P.; FELIX, J. R. M. S.; SILVA, F. A; ANDRADE, R. O. B. Sentido e significado do trabalho: uma análise dos artigos publicados em periódicos associados a Scientific Periodicals Eletronic Library. Cadernos Ebape, v.16, n. 2, abr./jun., 2018.

PAULIN, G.S.T. Os sentidos do envelhecer na preparação de cuidadores formais de idosos: uma estratégia de promoção de saúde (Tese). 2011. Programa de Pós-graduação de Enfermagem em saúde pública. 115f. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.

PRATT, M. G.; ASHFORTH, B. E. Fostering meaningfulness in working and at work. In: CAMERON, K.S., DUTTON, J.E.; QUINN, R. E. (eds). Positive organizational scholarship: foundation of a new discipline. San Francisco:Berrett-Koehler Publisher, 2003. p. 309-327.

SÁ, J. G. S.; LEMOS, A. H. Sentidos do trabalho: análise da produção brasileira. Revista ADM.MADE, v.21, n.3, p.21-39, set./dez., 2017.

SIMÕES, C. C. S. Relações entre as alterações históricas na dinâmica demográfica brasileira e os impactos decorrentes do processo de envelhecimento da população. Rio de Janeiro: IBGE, 2016.

TOLFO, S. R., PICCININI, V. Sentidos e significados do trabalho: Explorando conceitos, variáveis e estudos empíricos brasileiros. Psicologia & Sociedade, v. 19, p.38-46, 2007.

VERGARA, S. C. Métodos de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista Horizontes Interdisciplinares da Gestão

INDEXADORES:

Google Scholar: https://scholar.google.com.br/citations?hl=pt-BR&user=JVvUhPQAAAAJ